skip to Main Content

A boa notícia é que você não está sozinho!

Você faz parte de um grupo (ou de uma multidão) que tem exatamente o mesmo problema.

Uma pessoa adulta, tem, em média, entre 10.000 e 15.000 fotos. Sendo um adulto mais envelhecido (risos) e trabalhando com Organização Digital, eu tenho, aproximadamente, 40.500 arquivos de imagens (64 Gigabytes!!!).

E, por isso, vou te ajudar a dar um jeito nessa bagunça!

Vou me concentrar nas fotos digitais, mas se você tiver fotos físicas, o processo de digitalização (“escaneamento”) deve ser feito primeiro, para tratá-las como digitais.

1. Inventariar

Fotos podem estar em pendrives, CDs, DVDs, discos externos (HDs), notebooks, PCs, cartões de memória SD, smartphones, tablets, sites, redes sociais, etc.

Cuidado com a armadilha!

Esse processo demanda muito esforço e já tive clientes que se propuseram a fazer isso por conta própria e desistiram de todo o processo.

Alternativa: começar com um único local (preferencialmente, seu smartphone) e definir metas (quantidade e datas), até completar todos os repositórios.

2. Classificar:

Criar uma classificação por data, tema, categoria, localização, etc.

Pode ser hierárquica (exemplo A) ou por palavras-chave (exemplo B).

Exemplo A
Exemplo B

Ambas apresentam vantagens e desvantagens, mas a maneira que for mais intuitiva para você será a melhor.

3. Armazenar:

Concentrar as fotos em um único lugar facilitará a busca.

Um HD externo de 1 Terabyte é um bom ponto de partida.

4. Organizar:

Hora do desapego!

Fotos com baixa qualidade, similares ou não classificáveis devem ser descartadas!

Alternativa: para “doer” menos, crie uma pasta (diretório) com o nome “Descartar” e mova essas fotos para lá, até estar certo de que não terão mais utilidade.

Renomear as fotos para que tenham um significado ou usar palavras-chave de forma estruturada. Ex: “Festa” e “Festas” podem causar confusão.

Sugestão: Mantenha uma lista com as palavras-chave utilizadas.

5. Back up:

Utilizar um serviço na “nuvem” para manter a cópia de suas fotos com segurança.

Alguns, como o Google Fotos, possuem funcionalidades que facilitam muito a sua vida (reconhecimento facial, por exemplo). Não é a prova de falhas, mas é uma mão na roda!

Há funcionalidade semelhante para “fotos do nascer do sol” (facilmente confundidas com o pôr do sol).

Ufa! Dá trabalho, não é mesmo?

Mas o resultado, quando você precisar localizar uma foto, será recompensador!

E montar um álbum digital da sua última viagem, com as 20 fotos mais legais, para você mostrar (ou compartilhar) com sua família ou amigos?
É melhor do que passar 358 fotos no seu smartphone, não é?

Existem profissionais que podem te auxiliar nesse processo, recomendando aplicativos e, efetivamente, metendo a mão na massa, pois possuem metodologias que aceleram esse trabalho e economizam seu precioso tempo!

A Prisma Vida Digital faz a digitalização de fotos físicas e buscará a melhor opção de estrutura para você manter essas memórias tão preciosas!

Vamos trabalhar juntos?

Back To Top