skip to Main Content

Como você faz para escolher os aplicativos que usa?

Sendo um consultor em Organização Digital, eu sigo uma lista de critérios para escolher meus aplicativos:

1) Preferencialmente, possuir versões para web (através de um navegador – Google Chrome, por exemplo), iOS (iPhone, iPad) e Android (smartphone Samsung). Obs: eu tenho clientes com ambos sistemas operacionais.

2) As informações cadastradas e registradas no aplicativo devem residir numa nuvem. Por que? Por que não quero perder dados, caso haja algum problema com o dispositivo onde o aplicativo está instalado. Sei que isso deixa os dados mais vulneráveis, mas vamos ao próximo item.

3) Ser um ambiente com um mínimo de segurança. Seja por pertencer às grandes empresas do mercado (Google, Microsoft, Apple, Amazon, etc) ou por ser pago.

Pense bem se você só utiliza aplicativos gratuitos, pois alguém terá que pagar essa conta, nem que seja através de anúncios (em geral, inconvenientes). Além disso, aplicativos gratuitos podem deixar de existir de uma hora para outra (Ex: Newton – um aplicativo de e-mail leve e com uma interface bem legal, mas que foi descontinuado em 25/set/18).

4) Estar bem avaliado nas respectivas lojas de aplicativos: Apple Store, Google Play e Microsoft Store, no caso de um notebook com Windows. Se tem muita gente reclamando, prepare-se para ter problemas!

5) Ter uma interface intuitiva. Às vezes, o aplicativo não tem um design muito legal, mas, se ele realiza bem as funcionalidades propostas, está valendo!

6) Possuir uma funcionalidade de exportação dos SEUS dados! Como pouca gente lê os termos de uso, você pode usar um aplicativo que compartilha suas informações com terceiros, mas não as exporta para você! Durante anos, usei um aplicativo para meus treinos de corridas de rua, até que decidi fazer uma análise mais detalhada da minha evolução.

Foi quando eu descobri que o tal aplicativo não possuía a funcionalidade de exportação dos dados e havia outros usuários com a mesma demanda há anos.

Minha solução foi usar um outro aplicativo (RunGap), no qual eu informei meu usuário e senha do aplicativo de corrida,para recuperar meu histórico no formato Excel. Importei meu histórico para um novo aplicativo (iSmoothrun) que não monopoliza meus dados e estou satisfeito com ele!

7) Finalmente, ter interface/integração com aplicativos que você já possui, caso seja necessário. Não tem jeito, você tem que investir tempo em testar, pois há vários aplicativos com as mesmas funcionalidades desenvolvido por empresas/pessoas diferentes.

Para economizar esse tempo, um profissional de Organização Digital pode entender a sua demanda e oferecer as melhores opções de aplicativos para a sua necessidade, com seus prós e contras. Essa não é a função principal de um profissional de Organização, mas,na avaliação da sua produtividade, é natural que alguns processos sejam automatizados.

E há vários aplicativos que podem ajudar.

Estou à disposição para fornecer informações sobre consultoria em Organização Digital!

Entre em contato! Vamos trabalhar juntos?

Back To Top